Idosos são a única faixa etária que cresce em planos de saúde

O número de idosos beneficiários de planos de saúde cresceu 2,5% em agosto deste ano, na comparação com o mesmo mês de 2017, segundo o Iess (Instituto de Estudos de Saúde Suplementar).

O percentual destoa das demais faixas etárias: houve redução de vidas de 0 a 18 anos (0,6%) e de 19 a 58 anos (0,3%).

As despesas assistenciais com pessoas de 59 anos ou mais deverão superar a soma das demais em 2030 e chegar a R$ 213,8 bilhões, diz o instituto.

A disparidade entre o número de jovens e pessoas mais velhas preocupa o setor, diz Marcos Novais, economista-chefe da Abramge (das empresas de medicina de grupo).

“A legislação impõe uma espécie de subsídio entre gerações: uma pessoa na última faixa etária não pode pagar mais do que seis vezes o valor da primeira”, afirma.

“Isso faz que o preço seja um pouco maior para jovens, e menor para idosos. É uma situação especialmente perigosa se os mais novos não entram [no mercado de saúde suplementar], parecida com o dilema da Previdência.”

O envelhecimento da população e o desemprego durante a recessão foram os principais fatores que levaram a um  desnível entre faixas etárias, segundo José Cechin, diretor-executivo da Fenasaúde (que reúne grandes operadoras).

Entre possíveis soluções para a questão estão modelos de capitalização (em que o beneficiário contribui para garantir o futuro do próprio plano) e maior oferta de produtos com coparticipação e franquia, afirma Cechin.

Concentração segura

As aquisições e fusões vão se intensificar no setor de seguros, segundo a consultoria KPMG, que fez um estudo global sobre o tema.

A maioria (80%) dos executivos de grandes empresas afirmou que há planos dessa natureza para os próximos três anos.

A principal razão para o movimento é a intenção de mudar a maneira como as operadoras obtêm suas receitas, o que a consultoria chama de modelo de negócios.

“As maiores empresas do setor querem comprar outras que deem a elas novas capacidades”, afirma Fernando Mattar, sócio da KPMG.

Adquirir concorrentes para ficar com a base de clientes também é um motivo, mas o menos comum na lista dos apresentados.

A concentração deverá levar mais tempo para acontecer no Brasil, diz Mattar, pois há incertezas econômicas.

Adaptação veterinária

A MSD Saúde Animal, companhia de produtos veterinários do grupo Merck, vai investir R$ 145 milhões em suas duas fábricas no Brasil, localizadas nas cidades de Cruzeiro (SP) e Montes Claros (MG).

Essa última foi incorporada em 2017 após a aquisição da concorrente brasileira Vallée por cerca de R$ 1,2 bilhão.

“Há uma diferença entre os padrões de uma empresa multinacional como a MSD e uma local, então uma série de adequações são necessárias”, diz Edival Santos, presidente da compradora.

O aporte, que será concluído em até três anos, também será utilizado para aumentar a capacidade produtiva.

“Vemos muito potencial em algumas linhas que foram adquiridas, como a de vacinas, inclusive para ampliar vendas ao mercado externo”, afirma.

R$ 930 milhões
foi o faturamento no Brasil em 2017

1.000
são os funcionários no país

Saúde fluminense

A Policlínica Granato, rede que faz consultas e exames a preços populares, deverá abrir ao menos mais oito unidades no Rio de Janeiro e sua região metropolitana em 2019. A empresa tem hoje sete unidades no estado.

A expansão vai demandar um aporte de R$ 35 milhões da empresa. “Captamos esse valor, teremos a entrada de um novo sócio”, afirma presidente da marca, Paulo Granato. A empresa não revela o nome do investidor.

A rede, que cobra em média R$ 95 por consulta, também passará a oferecer cirurgias como correção de catarata, vasectomia e parto cesáreo.

“Teremos parcerias com hospitais para usar equipamentos ociosos, com operações realizadas aos finais de semana. A ideia é parcelar os valores em até seis vezes. Um parto custaria R$ 7 mil, por exemplo”, diz ele.

 Fonte: Folha

 

Você também vai gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


Warning: include_once(analyticstracking.php) [function.include-once]: failed to open stream: No such file or directory in /home/storage/e/aa/1c/site1388173622/public_html/wp-content/themes/hueman/footer.php on line 114

Warning: include_once() [function.include]: Failed opening 'analyticstracking.php' for inclusion (include_path='.:/usr/share/pear') in /home/storage/e/aa/1c/site1388173622/public_html/wp-content/themes/hueman/footer.php on line 114